VINAGRE CEBOLAS
Home > Informação > Modelo Digital do Terreno e Modelo Digital de Superfície

26-08-2021

Modelo Digital do Terreno e Modelo Digital de Superfície

Modelo Digital do Terreno - MDT - Modelo Digital de Superfície - MDS


Os Modelos Digitais de Elevação (MDE) utilizam informação altimétrica para descrever a ondulação do terreno. Podem ser medidos com equipamento de topografia ao nível do solo, com LIDAR que utiliza tecnologia laser para medir a distância (normalmente é utilizado por via aérea) e a opção mais barata - voos de Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT) - onde é possível obter a medição da altitude ao nível do centímetro de forma rápida.


Mas qual a diferença entre um MDT e um MDS? O Modelo Digital do Terreno (MDT), como o próprio nome indica, é o modelo que representa o terreno, ou seja, não considera objetos como edifícios, vegetação, pontes, carros, etc. O Modelo Digital de Superfície (MDS) representa uma leitura bruta, como tal, considera quaisquer obstáculos observados.

 

Modelo Digital do Terreno - MDT

Para conseguir um MDT é necessário “retirar” os elementos que não dizem respeito ao terreno. A maior parte do software que trabalha com imagens de VANTs consegue criar um MDT, para isso é feita uma classificação de imagens (associada por humanos ou automática) identificando, vegetação, carros, edifícios, etc. Tendo essa identificação, depois a cota dos pixels com essa classificação é colocada à cota dos pixels vizinhos e obtemos um MDT.

 

Modelo Digital de Superfície - MDS

Quando trabalhamos com MDS, é preciso ter em atenção os elementos móveis, tais como pessoas, animais e carros por exemplo, pois são elementos que em princípio não são relevantes para um modelo digital, se a opção for um MDT é necessário perceber como foi conseguido, pois a passagem de um MDS para um MDT é uma fonte de possíveis erros que tem que se ter em atenção.

RELACIONADAS


24-11-2021
Missão DART

Contacte-nos 214 213 262

Informações