VINAGRE CEBOLAS
Home > Informação > Satélites de Observação da Terra - Agência Espacial Europeia

22-06-2021

Satélites de Observação da Terra - Agência Espacial Europeia

Satélites de Observação da Terra - Agência Espacial Europeia


Os programas de observação da Terra da ESA podem ser agrupados em três categorias principais: satélites Sentinel operacionais no contexto do Programa Europeu Copernicus, os exploradores científicos da Terra e as missões meteorológicas.


Os satélites de Observação da Terra variam de acordo com o tipo de órbita, a carga útil que transportam e, do ponto de vista dos instrumentos de imagens, a resolução espacial, as características espectrais e a largura da faixa dos sensores. Todos estes parâmetros são programados no início da definição da missão, dependendo da aplicação a que se destina a missão do satélite.

Para monitorizar o clima em grandes escalas e com elevada frequência, é conveniente que o satélite esteja numa órbita geoestacionária. Nesta órbita, o satélite é capaz de observar continuamente a quase totalidade de um hemisfério. No entanto, como a órbita é muito elevada (aproximadamente 36 000 km), é difícil obter uma resolução espacial elevada. Contudo, para estas aplicações, como o rastreio das nuvens sobre os continentes, tal não é necessário.

Para aplicações que necessitam de imagens de alta resolução de uma área muito específica, como a monitorização de um lago glaciar ou a cartografia de edifícios destruídos por um terramoto, é necessário um sensor de alta resolução. Este sensor terá geralmente uma faixa estreita e estará integrado num satélite com órbita terrestre baixa (por exemplo, 600 km). Nesta órbita, não é possível monitorizar continuamente a mesma área, devido ao movimento relativo do satélite em relação à Terra. As imagens só podem ser obtidas sobre uma determinada área quando o satélite passa sobre a mesma.

RELACIONADAS


24-11-2021
Missão DART

Contacte-nos 214 213 262

Informações